Entre Vinhos e Amores: uma reflexão sobre relacionamentos na cozinha

 

O presente artigo discorre sobre o resumo do filme americano “Entre vinhos e amores”. Trata-se de um drama romântico que envolve a vida de três mulheres. Nesse caminho, o filme toca em temas que se entrelaçam: a gravidez, a infidelidade e a gastronomia. O espaço da cozinha torna-se o centro das atenções em que as três mulheres discutem seus relacionamentos, como os desejos amorosos, domésticos e os prazeres da arte de cozinhar.

Os personagens: Lily, solteira, à espera de Michael, um homem mais velho por quem se encontra apaixonada; Shelly aguarda, ansiosa, o esposo,  e Jude cuida dos preparativos para o jantar de a amante, que atua como diretor de cinema e só chega do trabalho tarde. Enquanto Jude cozinha um doce aerado, as conversas se desenrolam ao som ambiente tirado do violão de  música instrumental executado pelo vizinho.

Nesse conluio feminino, cada uma revela suas facetas diante da difícil arte da convivência com o outro. Assim, enquanto se discutem os dramas da vida a dois, as mulheres se deleitam no deguste de vinhos, para libertar de suas crises existenciais. E nesse clima de discutir as relações, pratos, doces são preparados ao sabor dos vinhos degustados. Um filme bem produzido que prima pela leveza no desenvolvimento de temas tão densos.

ENTRE VINHOS E AMORES
Título original: La cucina
Duração: 89 minutos (1 hora e 29 minutos)
Gênero: Drama
Direção: Allison R. Hebble, Zed Starkovich
Ano: 2007

 

Outros Artigos

> leia mais

Comentários

Deixe seu comentário