Outubro Rosa / Rosé

Em homenagem às mulheres, neste mês de outubro trataremos dos vinhos rosé, tanto espumantes quanto “fermi”, como são chamados na Itália os vinhos sem as bolinhas.

O rosé é quase uma unanimidade entre as mulheres mundo afora, em especial os espumantes, mas este tipo de vinho, espumante ou não, tem muito a crescer no mercado brasileiro, apesar de ser possível encontrar bons rosés tanto em lojas especializadas quanto em sites de distribuidoras e empórios.
 
Esta tipologia de vinho pode ser obtida de duas formas, a primeira através da mistura de vinho branco e tinto, pouco utilizada no mundo; a segunda e mais comum é seguindo o processo de produção do vinho tinto até a maceração das uvas, porém, nesta fase, as uvas amassadas têm pouco contato com as cascas (onde está presente a pigmentação que dá a coloração ao vinho), deste modo o vinho adquire cor, mas não suficiente para torná-lo um tinto. A partir deste ponto segue a produção como do vinho branco. 
 
Em princípio, muitos podem pensar que o vinho rosé é "adocicado" e sem corpo, mas a verdade é que existem rosés com complexidade, persistência e intensidade que podem ser superiores a grandes tintos e brancos; enquadram-se aqui os tradicionais rosés da região francesa de Provence, berço deste tipo de vinho e também famosa pelas suas ervas finas.
 
"O mais flexível dentre os vinhos" tem o frescor e a acidez dos brancos e a estrutura aromática dos tintos, tornando-se ideal para nosso clima tropical brasileiro, em especial no RN, com isso não se justifica a pouca oferta de rótulos no mercado brasileiro quando comparado com espumantes e vinhos brancos e tintos.
 
Como nosso objetivo é ajudar vocês a experimentar as sensações dos vinhos, abaixo segue uma relação de rosés que podem ser encontrados em Natal:
 
Espumantes
 
- Nero Brut Rosé: espumante nacional do Vale dos Vinhedos – RS, produzido com método Charmat de coloração vermelho cereja, aroma de frutas vermelhas com boa persistência. Ótimo com saladas, peixes e frutos do mar. 
- Dominio de la Veja: cava espanhol com 100% de uva Pinot Noir, tem como característica sua coloração rosa com notas de violeta, aroma e paladar de frutas vermelhas maduras preenchendo a boca com certa cremosidade e equilíbrio. Ótimo sozinho ou com saladas, frutos do mar e até um chocolate meio amargo.
 
Vinhos Rosé
 
- Douglas Hill: rosé californiano produzido com variedade White Zinfandel predominante, tem uma coloração rosa claro com notas aromáticas de maçã, melão e cítrico no paladar. Harmoniza maravilhosamente com uma Ceasar salad cheia de bacon crocante num dia de sol em Natal.
- Carmela Benegas: argentino de Mendoza, este varietal Cabernet Franc tem uma ligação direta com cerejas maduras na cor, aroma e paladar com um frescor cítrico que “pinica” na língua como a hortelã. Quando optar por comida japonesa, conte com ele para lavar o paladar a cada gole.
 
Gostaria de salientar que acima estão descritos alguns exemplos de rosés disponíveis em nosso mercado local, mas abusem de especialistas, dos amigos com mais experiência e dos atendentes dos negócios especializados e explorem essa faceta dos vinhos que muitos desconhecem apenas por falta de informação. Lembrando que, independente da cor do vinho consumido, a máxima persiste... “IN VINO VERITAS”
 
Até a próxima!
 
  • Marcelo Ferrari

Outros Artigos

Os vinhos "kiwi" em Natal

Embora ambos os países estejam muito próximos geograficamente, cada um tem seu clima particular e isto reflete diretamente nos vinhos produzidos em cada um deles.   A Austrália tem a maior parte de seus produtores no sudeste do país, onde não é tão quente quanto no norte. Com clima temperado e dias ensolarados, os vinhos são leves e frutados, mas com sabor complexo. São conhec...

Outubro Rosa / Rosé

O rosé é quase uma unanimidade entre as mulheres mundo afora, em especial os espumantes, mas este tipo de vinho, espumante ou não, tem muito a crescer no mercado brasileiro, apesar de ser possível encontrar bons rosés tanto em lojas especializadas quanto em sites de distribuidoras e empórios.   Esta tipologia de vinho pode ser obtida de duas formas, a primeira através da mistura...

Adega ou Supermercado, eis a questão

Com frequência sou questionado nas degustações ou por amigos sobre onde comprar vinhos. Foto: Thyago Macedo / Revista Deguste Pois bem, aqui vão algumas questões que devemos analisar para decidir quando comprar em uma loja especializada (adega, empório, distribuidora de bebidas) ou em um supermercado:   1) Preço ...

O Vinho e o Chocolate

Alguns anos atrás, falar em combinar vinho e chocolate seria quase uma “heresia” para a maioria dos expertos, mas como os conceitos de harmonização vêm mudando constantemente, hoje em dia já não é mais um absurdo. Na verdade, existe uma gama de produtores de chocolate, principalmente na Europa, que está investindo em parcerias com vinícolas para divulgar a harmonização destes pro...

> leia mais

Comentários

Deixe seu comentário