Receitas Árabes Tradicionais: A cultura milenar direto para a sua mesa

Sucesso editorial da editora Revan, o livro “Receitas árabes tradicionais” chega ao mercado em sua terceira edição, revista e ampliada. A obra traz 105 receitas que retratam um apanhado completo da culinária árabe em sua origem, divididas nas categorias: saladas, coalhadas, pratos com tahine, arroz, sopas, legumes e verduras refogadas, grãos, quibes, recheados, carnes, massas e doces.

O diferencial do livro é que além de tornar acessíveis as receitas de pratos típicos desta culinária milenar e bastante presente na cultura brasileira desde o séc XIX, ele propõe a preservação da cultura árabe, vinda principalmente do Líbano.

Segundo Talib Chaim, organizador do livro, as receitas que o compõem fazem parte da culinária tradicional árabe, no entanto, elas são originárias de Gibrail, uma pequena aldeia de camponeses, localizada ao norte do Líbano. Isto ocorre por conta da grande variedade das receitas libanesas, e a sua intensa difusão, já que um mesmo prato é feito de diferentes maneiras, variando de acordo com a região.

De todos os pratos, um dos que mais se popularizou no Brasil, e que agrada o paladar de muitos brasileiros é o Tabule. O prato é um dos carros-chefe da obra e dá água na boca só de olhar a sessão dos ingredientes, cujo preparo leva salsinha, cebolinha, hortelã, cebola, tomate, pimenta, canela, alface, limão, azeite e sal.

Alguns dos pratos que estrelam o livro são feitos à base de coalhada. Como nos tempos da Civilização Babilônia, há 20 anos a.C, às margens dos rios Tigre e Eufrates, havia inúmeras criações de gado, o leite era aproveitado para fabricar os seus derivados, entre eles as coalhadas, que deram origem a diversos tipos de receitas como: a coalhada síria, a coalhada com trigo, a coalhada com hortelã e pepino e muitas outras.

As autoras

A nova edição do livro apresenta-se ainda mais completa, pois traz as biografias das cozinheiras e autoras, Mahassen Hanna e Salma Daud. Amigas de infância, no Líbano, elas separaram-se quando vieram para o Brasil, reencontrando-se apenas no casamento dos seus filhos, Rada e Talib.

A vivência de Mahassen com a culinária iniciou já cedo, nos anos de 1920, quando passou a receber ensinamentos da mãe, Astines. Mas foi no Brasil, quando mudou-se para São Paulo e comprou o restaurante Líder, que ela passou a lidar com a cozinha árabe profissionalmente. A partir daí, os seus dotes culinários só fizeram prosperar.

Salma herdou a habilidade culinária de sua mãe, famosa por sua cozinha. No entanto, ela teve uma trajetória mais difícil, sofrendo com a fome, consequência da Primeira Guerra Mundial. Salma faleceu em 2007 e Mahassen em 2001.

FICHA TÉCNICA

Título: Receitas Árabes Tradicionais – A Cultura Milenar direto para a sua mesa
Editora: Revan
Autoras: Mahassen Hanna e Salma Daud
Páginas: 158
ISBN: 9788571062269
Preço: R$ 38,00
Formato: 22 X 25

Outros Artigos

> leia mais

Comentários

Deixe seu comentário