Receitas portuguesas inspiraram preparos brasileiros

Quindim foi inspirado na Brisa do Lis
 
A gastronomia brasileira, é sabido, tem bastante influência da portuguesa. Podemos citar, por exemplo, a feijoada, o barreado e a moqueca, que possuem ligação com a feijoada portuguesa, o cozido açoriano e a caldeirada, respectivamente. Mas não fica nisso. Os doces também se assemelham, embora no Brasil tenham ganhado novos ingredientes.
 
Chef português Paulo Cordeiro
 
É o que explica o chef português Paulo Cordeiro, dono da Padaria e Doçaria Portuguesa Doce Fado, em Curitiba. O famoso quindim foi inspirado na Brisa do Lis, que é oriundo da cidade de Leiria. “Lá ela é feita com amêndoas, mas quando a família real chegou ao Brasil, não as encontraram e, por isso, inseriram coco como ingrediente”, explica.
 
Outro que foi modificado no Brasil é o chuvisco, feito baseado em receitas como a ambrosia, o papo de anjo e os fios de ovos. Paulo Cordeiro assinala que o chuvisco é cristalizado e as essência é a mesma dos doces portuguesa supracitados, mas no Brasil ficou comum ele ser servido submerso em uma calda com nozes, passas ou chocolate.
 
No Brasil, o pudim de leite ganhou leite condensado
 
O tradicional pudim de leite, encontrado em ambos os países, também tem diferenças. No Brasil se usa leite condensa, enquanto em Portugal só leva leite, ovos e açúcar. “Gastronomia é cultura. E eu, que também cruzei o oceano para viver no Brasil, acho incrível perceber como uma mesma receita pode ser transformada de acordo com o ‘ambiente’ onde ela será desenvolvida”, afirma Paulo Cordeiro.

Outros Artigos

> leia mais

Comentários

Deixe seu comentário