Dolce Nero produz doces especiais

Fotos: Rogério Vital / Deguste

O que começou como uma terapia se transformou em trabalho sério. No início deste ano, a jovem Maria Luiza Costa trabalhava no segmento imobiliário, mas vinha se sentindo infeliz. Então, ela começou a fazer brigadeiros e docinhos, que já tinha apreendido com a mãe, e levar para vender entre os colegas.

 
Rapidamente, os produtos passaram a fazer sucesso e, no mês passado, a jovem decidiu apostar de vez nesse trabalho e criou a Dolce Nero. “Quando nós morávamos em Brasília, minha mãe, Vânia Silva, já fazia e vendia doces, passando a receber encomendas para festas de bancários e de ministérios, por exemplo. Mas, em 2006, mudamos para o Rio Grande do Norte e ela parou de fazer”, conta.

 
Como Maria Luiza já tinha aprendido muita coisa com a mãe, ela aproveitou o momento em que não estava se sentindo bem no emprego e começou a fazer os doces como forma de terapia. Agora, ela afirma que está feliz, principalmente porque a Dolce Nero está caminhando bem e tem conquistado um maior número de clientes a cada dia.

   
Ela conta com a ajuda da mãe para atender a demanda. Além do brigadeiro, que é o carro-chefe, as duas produzem tortas, como Alemã, Floresta Negra e Nozes, bem como mini bolos, bem casados com recheios gourmet e brigadeiros de colher. Um deles é o de caipirinha.


Os brigadeiros também podem ser encomendados em versões como morango, maracujá, castanha, coco, cappuccino, casadinho, café, ovomaltine, sensação (morango e chocolate) e até mesmo de milho. A empresa trabalha com encomendas, bem como fornece seus produtos para revendedores. A Dolce Nero oferece ainda opções de kits e cestas personalizadas, podendo o cliente incluir flores ou uma jóia, por exemplo, para presentear.
 
Dolce Nero
Fone: (84) 9125-5877 / 8885-7688
Twitter: @Dolcenero_

Comentários

Deixe seu comentário

voltar <