Os bons vinhos da Secret Spot Wines em Natal

Fotos: Benício Siqueira / Deguste
Rui Cunha e Alexandre Santana


O recém inaugurado Wine Bar da Adega São Cristóvão, na Av. Prudente de Morais, no Tirol, foi palco, ontem à noite (terça-feira, 7), de uma degustação de vinhos portugueses produzidos pela Secret Spot Wines, localizada no Douro,  uma das regiões vinícolas mais importantes e bonitas do mundo, que anualmente recebe milhares de turistas, sedentos de goles e mais goles dos muitos vinhos de qualidade superior, que ali são produzidos.

 
 
A degustação foi conduzida num clima muito informal pelo enólogo e um dos proprietários da vinícola, Rui Cunha, que apresentou aos convidados do empresário Alexandre Santana, dono da Adega São Cristóvão, seis vinhos, sendo três brancos e três tintos. Os rótulos surpreenderam pela excelente qualidade, expressando toda a tipicidade das castas autóctones e terroir único do Douro.
 
 
Durante a apresentação, Cunha falou sobre a região do Douro, abordou as vinhas, os métodos utilizados na vinificação e o terroir, além de discorrer sobre a empresa, que começou a elaborar vinhos no ano de 2004, usando muitas vinhas velhas, algumas com mais de 50 anos de idade.
 
 
O primeiro vinho degustado foi o Vale da Poupa Branco 2011, feito de uvas plantadas a 550 metros de altitude, que permitem uma maturação suave proporcionando uma elevada concentração aromática e uma acidez equilibrada. De cor esverdeada, tem aroma intenso e fresco, com elegantes notas florais e tropicais, e final persistente. Um belo vinho!
 
 
O Poupa Moscatel Galego 2012 foi o segundo rótulo da noite, e se diferencia dos demais vinhos moscatéis por não ser muito doce. Trata-se de um branco seco, aromático e fresco, com fermentação e estágio em cuba de inox sobre borras finas até o engarrafamento.
 
 
O terceiro vinho foi o  Croocked Vines Branco 2011, elaborado de uvas provenientes de vinhas muito velhas encaixadas em pequenos vales. Vinho de cor amarelo-palha,  tem aroma atraente com excelente intensidade e complexidade, lembrando frutos tropicais maduros bem integrados a sutis notas de baunilha. Na boca é e untuoso, com acidez fina e equilibrada conferindo ao vinho agradável frescor. É complexo e de final muito persistente.
 
   
 
Como os vinhos brancos surpreenderam pela excelente qualidade, a expectativa dos convidados só aumentou quando Rui Cunha começou a apresentar os tintos.
 
O Vale da Poupa Reserva 2012 abriu a degustação dos tintos. Elaborado com as castas Tinta Roriz, Tinta Barroca, Touriga Franca, Touriga Nacional e Vinhas Velhas, tem cor rubi com reflexos púrpura, intenso e profundo. O aroma revela notas de frutas escuras maduras, com tostado elegante e muito bem integrado. Na boca é equilibrado, encorpado, com bom volume, textura macia e longa persistência. É um vinho muito fácil de beber.
 
 
Depois foi apresentado o vinho Crooked Vines Tinto 2012, feito de uma mistura das castas típicas do Douro, provenientes de vinhas muito velhas, com fermentação em temperatura controlada. Estagiou em barricas de carvalho durante 16 meses. É um vinho  de cor rubi intensa, com reflexos violáceos. É complexo e intenso. No nariz, tem aromas de frutos vermelhos e pretos muito maduros, além de especiarias e tostados. Na boca é encorpado, volumoso e elegante, com taninos de boa textura.
 
 
O último vinho da degustação foi o Secret Spot 2011, de qualidade superior, que não é elaborado todos os anos. Passa 24 meses em barricas de carvalho e não foi filtrado. Não é um vinho comum, e  integra a  seleta elite do Douro.  Tem cor rubi escuro com reflexos violáceos. Os aromas são complexos e elegantes, lembrando frutas escuras maduras e notas tostadas. Na boca é surpreendente, com bom equilíbrio e corpo. Apresenta taninos macios, fruta madura e muita persistência. Um vinho de celebração para grandes ocasiões, que melhora ainda mais se for decantado pelo menos por uma hora antes de servir.
 
Brandade de bacalhau com arroz de pimentões coloridos Couvert
 
Durante o jantar, ainda foram servidos outros dois vinhos: o Vale da Poupa Tinto 2012, jovem, macio e frutado, pedida perfeita para acompanhar um bom churrasco, e o delicioso Vale da Poupa Rosé, 100% Touriga Nacional, de perfil fresco, seco e floral, ideal para escoltar peixes grelhados, frutos do mar e massas com molhos leves.

O menu da noite foi assinado pela chef consultora Gabriela Sales, que preparou de entrada um couvert com carbonata, paté de fígado, creme de queijo de Minas e chutney de tomate.
 
Rosca mineira recheada com banana, canela e açúcar, acompanhada de sorvete de creme e crocante de caju
 
A escolha para o prato principal foi uma Brandade de bacalhau com arroz de pimentões coloridos. De sobremesa, uma Rosca mineira recheada com banana, canela e açúcar, acompanhada de sorvete de creme e crocante de caju, fez a alegria final dos comensais.
 
Wine Bar Adega São Cristóvão
Av. Prudente de Morais, 1326 – Loja 3
Tirol - Natal/RN
Fone: (84) 3025-0065

Comentários

Deixe seu comentário

voltar <