O jantar harmonizado no Hamachi com vinhos da Casa Valduga

Fotos: Rogério Vital / Deguste
Arroz Negro a La Criola
 
Em uma noite bastante concorrida, o restaurante Hamachi, em Ponta Negra, promoveu nessa quarta-feira, 10, um jantar harmonizado com vinhos da Casa Valduga, numa parceria com a Adega São Cristóvão que, em Natal, comercializa os principais rótulos dessa vinícola, uma das mais importantes do país.
 
Maître Jean Silvino, Heitor Almeida, um dos sócios do Hamachi, e Alexandre Santana, diretor da Adega São Cristóvão recepcionaram os convidados no jantar
 
O jantar foi servido em menu degustação de seis passos para cerca de 60 pessoas, em versões reduzidas em que cada prato teve um vinho para acompanhar, devidamente escolhido por Alexandre Santana, dono da Adega São Cristóvão.
 
Ceviche Pacífico
 
O serviço começou com o Ceviche Pacífico feito de peixe branco, lula, camarão, leite de coco, curry, cebola roxa, coentro, ajis e limão, acompanhado de chips de batata doce. Os aromas de frutas tropicais e pão tostado do espumante Arte Tropical casaram perfeitamente com o sabor cítrico do ceviche.
 
Niguiri Salmão Toro
 
A versão mais oriental do jantar ficou por conta do Niguiri Salmão Toro, uma barriga de salmão com azeite trufado e flor de sal. A harmonização ficou por conta do vinho Raízes Sauvignon Blanc, de corpo leve com toque mineral.
Uma deliciosa base de purê de batata e mandioquinha, coroada com ceviche clássico peruano e maionese de polvo, foi o terceiro prato da noite, chamado de Causita de Polvo. Ele foi servido com o vinho Leopoldina MerlotRosé, que apresentou notas de frutas vermelhas maduras e boa persistência. Um vinho agradável e gostoso de beber.
 
Causita de Polvo
 
Um dos pratos mais pedidos pelos clientes assíduos da casa, o Arroz Negro a La Criola não poderia ficar de fora desse jantar. Ele é servido cremoso com camarões e vinagrete peruano, e foi harmonizado com o vinho Leopoldina Merlot.
O quinto prato foi o Magret de pato montado em cama de aligot, foiegras, cryspis de alho poró e redução de bluebarry. A escolha do vinho ficou por conta do Raízes Cabernet Sauvignon, de acidez moderada e taninos médios, com bom volume em boca.
 
Vinhos da Casa Valduga que harmonizaram o jantar em seis passos do Hamachi
 
Uma sobremesa clássica peruana, o Suspiro de Limeña, foi bastante elogiada pelos convidados e encerrou muito bem o menu degustação do Hamachi. Ela é preparada com manjar de leites, redução de frutas vermelhas, finalizado com chantilly, castanhas e redução de vinho. Delicadamente doce e com aromas florais e frutados, o espumante Naturelle Moscatel casou perfeitamente com essa sobremesa.
 
Para Heitor Almeida, um dos sócios do Hamachi, o jantar harmonizado alcançou seu principal objetivo, que foi o de mostrar um pouco do cardápio da casa, oferecido diariamente.“Recebemos muitos elogios essa noite. Acho que a nossa proposta foi bem aceita pelos clientes”.
 
Suspiro de Limeña
 
Sem dúvida, o jantar fez um belo passeio pelos sabores da culinária japonesa e peruana, com pratos bem elaborados, que instigaram o tempo todo os paladares dos convidados. Com ações como essa, o Hamachi se posiciona como um dos restaurantes que têm uma das cozinhas mais consistentes de Natal. E parece que a cidade já assimilou isso, pois a casa tem uma média de público muito boa desde que abriu as portas, em setembro de 2016.
 
 
Hamachi Restaurante
Av. Praia de Ponta Negra, 8884
Ponta Negra - Natal/RN
Fone: (84) 2010-2090
Instagram: @hamachirestaurante
Facebook: /hamachirestaurante

Comentários

Deixe seu comentário

voltar <