Cabugi Foods aposta em ovinocultura e avança no mercado

Fotos: Rogério Vital
Stinco de cordeiro tem bastante aceitação no mercado de Natal
 
Embora apresente crescimento na procura, a carne de cordeiro ainda não é tão explorada no Brasil, ficando com sua produção mais concentrada na região Sul. Aqui no Rio Grande do Norte, porém, esse cenário começou a mudar neste ano, com a abertura do frigorífico Cabugi Foods. A empresa aposta exclusivamente na ovinocultura e já colhe bons frutos no mercado.
 
Ronaldo Lacerda é o sócio-administrador da Cabugi Foods
 
A carne de cordeiro processada pelo Cabugi Foods foi muito bem recebida pelo comércio de Natal. Entrou em vários restaurantes da cidade e em duas redes de supermercados, elevando a produção para 30% da capacidade de abate do frigorífico, de acordo com Ronaldo Lacerda, um dos sócios do negócio.
 
O carré é um dos cortes mais vendidos pela Cabugi Foods
 
Lacerda destaca que ele e seus sócios viram, na ovinocultura, uma oportunidade para empreender porque é um mercado que tem muito para crescer e dá sinais disso.
 
Instalado no município de Lajes, a cerca de 140km de Natal, o Cabugi Foods pode abater, cortar e processar até 2.000 animais por mês, o que gera, aproximadamente, 30 toneladas de carne. O frigorífico ocupa o espaço onde funcionava a Associação dos Criadores de Ovinos e Caprinos Sertão Cabugi.
 
Pernil de cordeiro
 
O Cabugi Foods iniciou suas operações em fevereiro deste ano. E em julho vai fazer a inauguração oficial. O empreendimento conta com quatro sócios. Além de Ronaldo Lacerda, Silvio Miranda, Max Assunção e Wagner Paim administram a empresa. Os dois últimos são criadores de ovinos em uma fazenda em Touros e fornecem seus animais para o Cabugi Foods.
 
Linguiça artesanal de cordeiro
 
No entanto, com uma demanda em ascensão, o frigorífico movimenta toda a cadeia de criadores de ovinos no Rio Grande do Norte, adquirindo os animais de pequenos e grandes produtores. Segundo Ronaldo Lacerda, o Cabugi Foods não faz distinção de raça do ovino, contanto que o animal seja adequado para se obter um produto final de qualidade.
 
 
O portfólio da empresa conta com 20 cortes de cordeiro, entre eles pernil, paleta, carré francês, buchada e linguiça. A carne é extraída do chamado cordeiro precoce, abatido com, no máximo, 11 meses de vida.
 
O empresário ressalta que o Cabugi Foods é o único abatedouro e frigorífico de ovinos legalizado do Estado, com selo do Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do Rio Grande do Norte – IDIARN, e vislumbra, no futuro, obter autorização do SIF – Serviço de Inspeção Federal, para comercializar seus produtos em todo o Brasil.
 
 
O Cabugi Foods integra o grupo empresarial WM, detentor de outras quatro empresas: WM Construções e Montagens, Power Guindastes, Mega Solar e Santa Luzia Agropecuária.
 
Cabugi Foods
Rua Prof. João Machado, 2960 (escritório em Natal)
Capim Macio - Natal/RN
Fones: (84) 3207-8899 | 99619-0125
 

Comentários

Deixe seu comentário

voltar <