Adega Perlage promove degustação de vinhos orgânicos neste sábado (08)

Publicado por Lucas Alencar em 28 de maio de 2019

Compartilhe:

Três vinhos orgânicos franceses serão o destaque do encontro

A Adega Perlage sedia, no próximo sábado (08), a partir das 10h, o evento Velho Mundo Orgânico. O encontro terá a presença do sommelier Antônio Pedro Lopes e ainda degustação de vinhos B.O.N.S (Biodinâmicos, Orgânicos, Naturais e Sustentáveis).

O estabelecimento selecionou para a ocasião três rótulos franceses da linha Vieille Ferme, produzidos pela vinícola Famille Perrin: La Vieille Ferme Blanc, La Vieille Ferme Rosé e La Vieille Ferme Rouge.

A diretora da Adega Perlage, Simone Farret

Durante a degustação, o sommelier Antônio Pedro vai apresentar os vinhos em questão e falar sobre a origem e as características peculiares deles, assim como suas diferenças em relação aos demais rótulos da bebida. O especialista também vai abordar sobre a autenticidade do terroir francês.

Simone Farret, diretora da Perlage, explica que esses vinhos estão disponíveis para venda na loja de forma exclusiva no Rio Grande do Norte. Eles são importados pela WorldWine, parceira comercial da empresa.

Evento acontece na Adega Perlage, que fica instalada no HC Plaza

Para participar do evento, os interessados devem adquirir convite, de forma antecipada, no valor de R$ 60,00 (individual). As vagas são limitadas. Mais informações e reservas: 2010-0005 e 99981-4880.

Velho Mundo Orgânico
Presença do sommelier Antônio Pedro Lopes
Onde: Adega Perlage, no HC Plaza, em Lagoa Nova
Quando: dia 08 de junho, às 10h
Quanto: R$ 60,00 por pessoa
Reservas: (84) 2010-0005

 

Sobre Famille Perrin

Os vinhos La Vieille Ferme são produzidos no sul do vale do Rhône, sul da França, pela Famille Perrin que produz vinhos orgânicos na região há cinco gerações. A região é considerada por Jancis Robinson (importante crítica, jornalista e escritora de vinhos britânica), como “uma ponte entre o Rhône e a Provence”, pela produção de excelentes vinhos frescos e frutados.

O notável prestígio adquirido ao longo dos anos pela Famille Perrin, com estilo próprio de respeito pelo solo e valorização das características do terroir do Rhône, garante sua presença entre o PFV (“Primum Familiae Vini”), associação formada por 11 dos maiores produtores de vinho do mundo, dentre eles Château Mouton-Rothschild, Vega Sicilia e Hugel & Fils, produtor da Alsace.

Seus vinhos são reconhecidos mundialmente pela excelente relação qualidade / preço. Estão presentes em lojas, bares em restaurantes em diversos países. No Brasil, os vinhos tornaram-se ainda mais conhecidos através do Chef Eric Jacquin, apreciador e divulgador dos vinhos da linha La Vieille Ferme.

Sobre os Vinhos La Vieille Ferme (França)

Produzidos na região francesa de Côtes du Ventoux e Côtes du Lubéron, que cobre aproximadamente 7.700ha., no sul do Rhône, os vinhos La Vieille são frescos e frutados. Os vinhos expressam com maestria a tipicidade do terroir.

A região é famosa também pela corrida de bicicletas chamada Tour de France que tem uma das subidas mais difíceis da turnê no Mont Ventoux (2000 m de altura). Lá a produção é predominantemente de vinhos tintos e rosés, a partir das uvas Grenache, Syrah, Carignan, Cinsaut, Mourvèdre e Picpoul Noir. Os vinhos brancos, em pequena quantidade, são das uvas Clairette, Bourboulenc e uma quantidade menor de Grenache Blanc, Roussanne, Ugni Blanc, Picpoul Blanc e Pascal Blanc.

Com cerca da metade da área de Ventoux, Côtes du Lubéron produz uma boa quantidade de vinhos tintos, brancos e rosés. Seus tintos são conhecidos pela boa fruta, cor e caráter. Os brancos são nítidos, em parte devido ao arrefecimento das noites que dá às uvas uma quebra do calor e confere sabor e frescura.